Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Entrevista a Miguel Serrano

Quarta-feira, 24.09.14

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Azunizar às 01:00


1 comentário

De Fada do bosque a 20.10.2014 às 22:07

Continuação:

"Mas a clarividência , simbolizada pelo "Olho de Shiva" ou denominada "Visão Infinita", no Japão não se confunde com o hipnotismo, rebento bastardo do mesmerismo e não pode ser obtida por meio de métodos como esses. Outros métodos ainda poderão ser desenvolvidos e proporcionar resultados, sejam bons ou ruins. São no entanto de pouco valor do ponto de vista da Atma Vidya, que abrange a todos, podendo até mesmo recorrer a eles ocasionalmente para propósitos benéficos, não sem antes purificá-los das suas impurezas e despojá-los de qualquer manifestação egoísta. Para ser mais claro, qualquer homem ou mulher pode-se dedicar ao estudo de um de todos os "métodos ocultos" acima especificados, sem para isso contar com preparo muito complexo, ou mesmo sem precisar adoptar uma disciplina por demais rígida. Poder-se-ia até mesmo prescindir dos Princípios sublimes da Moralidade. Admitindo-se essa hipótese podemos antecipar-nos que cada um em cada dez estudantes acabaria por se transformar num feiticeiro, até mesmo decente... e então descambaria para a magia negra. Mas pode-se perguntar; e daí? Os Vudus e os Dugpas comem, bebem e divertem-se com as hecatombes produzidas por suas artes infernais. E não é de outro modo que procedem os gentis cavalheiros legistas e "os hipnotizadores diplomados" das faculdades de medicina; a única diferença no caso é que os Guptas e os Vudus estão conscientes disso, ao passo que os médicos da psique são feiticeiros inconscientes (nota minha: o mesmo não se passou no séc XX com Hitler e seus psiquiatras e psicólogos experimentais).
Pois repetimos que o hipnotismo e a autópsia como praticados, não passam de pura e simples feitiçaria, sem o conhecimento que possuem os Vudus e os Dugpas, conhecimento este que nem 50 anos de árduas pesquisas e observações experimentais da dita ciência, poderão alcançar. Deixem pois aqueles que querem se meter com a magia a qualquer preço, compreendendo ou não a sua natureza, aqueles mesmos que consideram muito duras as exigências impostas aos estudantes, e assim colocaram de parte o Atma Vidya, ou ao ocultismo, passarem sem eles. Deixemos pois nem que para isso se transformem em vudus ou dugpas nas próximas 10 encarnações,
Mas pode ser que os nossos leitores estejam interessados naqueles que sejam inexoravelmente atraídos para o "oculto", embora não façam ideia da verdadeira natureza daquilo a que aspiram, nem que se tenham tornados resistentes à paixão ou, muito menos do que isso, capazes de autêntica generosidade.
Deveríamos indagar pois, o que é feito desses desventurados, dilacerados que são pois, por forças conflitantes. Já se disse e muitas vazes que para que seja preciso tornar a fazê-lo, , sendo um dado patente para qualquer observador, que uma vez que tenha o desejo pelo ocultismo realmente despertado no coração do homem, não resta para ele qualquer esperança de paz. nem lugar para algum alívio e sossego em todo o mundo. Ele é impelido para os espaços selvagens e desolados da vida por um tormento invencível e sem fim (não faz lembrar ninguém aí do Brasil?). O seu coração está ainda cheio de paixões e desejos egoístas para que lhe seja permitido transpor os "portões dourados; já não encontrará sossego nem paz na vida de todos os dias. Deve por isso deixar arrastar-se para a magia negra e para a feitiçaria acumulando uma encarnação após outra um terrível karma para si. Não haveria outra saída?"

Helena Blavatsky

Um grande abraço.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Setembro 2014

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930